Empoderamento feminino

mar08

Empoderamento feminino

Blog 0 comments

Empoderamento é a ação social coletiva de participar de debates que visam potencializar a conscientização civil sobre os direitos sociais e civis, devolve poder e dignidade a quem desejar o estatuto de cidadania, e principalmente a liberdade de decidir e controlar seu próprio destino, com responsabilidade e respeito ao outro.

Mas, o que seria o empoderamento feminino?

O caminho do empoderamento feminino começa em 1911, com a criação do Dia Internacional da Mulher (comemorado hoje, 8 de Março), em decorrência de um incêndio que matou mais de cem operárias em Nova York. Em 1932, as mulheres conquistaram direito de voto opcional no Brasil e, em 1946, ele se tornou obrigatório, tal como o dos homens. Desde então, elas têm enfrentado um caminho árduo, que culminou com a publicação dos princípios de empoderamento das mulheres, pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2010. A palavra “empoderamento” vem do inglês “empowerment”, que pode ser traduzido como “fortalecimento”. É um termo que também é conhecido como “empoderamento das mulheres”. Consiste na concepção do poder das mulheres como forma de exigir equidade de gênero nos variados tipos de atividades sociais, de modo democrático e responsável. Este termo que vem ganhando visibilidade nos últimos anos. Se antes as mulheres não tinham espaço para demonstrar seu total valor, hoje elas já provaram que podem atuar em áreas que antes, eram dominadas pelos homem, como exemplo no trabalho. Tudo isso é resultado do empoderamento, ou seja, de dar mais poder para essa fatia da população.

No entanto, não é difícil encontrar ainda ambientes tradicionais e conservadores, onde existem barreiras com relação à liberdade de escolha das mulheres. Apesar do avanço, em 2010 esse número ainda era 20% menor em relação aos homens. Ou seja, alguma coisa aconteceu, mas muitas outras ainda precisam mudar para que a sociedade se torne igual para homens e mulheres. Em um âmbito geral, o empoderamento feminino contribui para o crescimento econômico, social e político. Hoje, temos uma maioria branca, heterossexual, cisgênero, da família tradicional comandando a vida de várias mulheres. Mulheres que precisam ser belas, recatadas e do lar, e não estar nas ruas conscientizando sobre a cultura do estupro.

De acordo com os princípios da ONU sobre empoderamento, a liderança feminina promove igualdade de gênero, oportunidades iguais, garantia de saúde, segurança e liberdade em cenários de violência e pleno controle da vida. Este conceito luta por uma mudança na dominação tradicional dos homens sobre as mulheres, garantindo-lhes a autonomia no que se refere ao controle dos seus corpos, da sua sexualidade, da sua liberdade e etc.

47 3261-8100
reservas@pedradailha.com.br
www.pedradailha.com.br
#amopedradailha