sol

fev07

Verão combina com praia, que combina com sol que combina com filtro solar. Exatamente, filtro solar. E você sabe como escolher qual o FPS ideal para você?

Porém, muito mais que apenas uma questão estética, o uso do filtro solar é uma questão de saúde.

Porque diferentes raios ultravioleta que podem ocasionar, além do vermelhidão, ressecamento, envelhecimento e até levar ao câncer de pele.

Mas, não basta apenas o uso do filtro sem utilizar o seu fator de proteção solar (FPS) correto.

Assim sendo, antes de sair para a praia e pegar sol, leia este post.

Filtro Solar - Pousada Pedra da ILha

Qual o filtro solar ideal para sua pele?

O filtro solar tem por função básica proteger a pele das ações dos raios ultravioletas provenientes do sol, que podem provocar queimaduras na pele e outros males, inclusive câncer de pele.

Raio Ultravioletas UVA e UVB

Muito comum quando se fala em proteção, os raios ultravioletas provêm do sol e podem gerar diferentes efeitos quando atuantes em longo intervalo de tempo sobre a pele.  

Nas siglas, UV significa ultravioleta e são divididos em três categorias: A, B e C, sendo as mais preocupantes A e B.

Raios UVA – esta radiação está presente durante todo ano e tem força equivalente no verão e inverno, porém, sendo mais atuantes nos horários antes das 10h da manhã e depois das 16h.

São estes responsáveis pelo envelhecimento das células da epiderme, pois penetram fundo na pele.

Mas, não somente vilões, os raios UVA são os responsáveis pelo bronzeamento da pele, quando da sua exposição no horário e tempo corretos.

Raios UVB – são nocivas e provocas as queimaduras na superfície da pele, o famoso vermelhidão.

Grande parte de sua intensidade é retida pela própria atmosfera da terra, porém, o percentual que possa é capaz de gerar grandes transtornos.

Mais atuante no verão, quando as temperaturas são mais elevadas, tem pico de atuação nos horário entre as 10h e 16h.

Raios UVC – são os raios mais nocivos e preocupantes. Porém, é totalmente absorvido pela atmosfera e a camada de ozônio.

Mas, se não gera preocupação para os veranistas, é a principal causa de preocupação pela proteção da cama de ozônio, que barra sua entrada na superfície terrestre.

Fator de Proteção Solar – FPS     

É este fator que cria a camada adequada responsável por proteger sua pele contra os malefícios dos raios ultravioletas.

Assim, por este motivo, é de vital importância saber qual FPS ideal para sua pele, pois é este que vai dizer quando tempo sua pele vai levar para ficar vermelha, quando exposta ao sol.

Sabendo-se disso, um calculo simples deve ser feito: multiplique o número do FPS x10.

Ou seja, se o FPS for 15 x 10 lhe protege por cerca de 2h 3 30min (150min).

Mas importante lembrar que este não é um número exato, pois variáveis como horário, umidade do ar e vento interferem no resultado.

Quanto mais clara for sua pele, maior deve ser o FPS.

Consulte esta tabela para saber o percentual de absorção dos raios solares a partir do FPS

FPS                                                           Absorção dos raios solares

2 50%
15 93%
30 97%
60 99%

 

Quando aplicar o Filtro Solar

O filtro solar é eficiente, mas, demora entre 20 e 30 minutos para ser absorvido pela pele para então começar a fazer efeito.

Assim, deve ser aplicado antes da exposição solar.

E, detalhe, passe o filtro no corpo todo e somente após vista a roupa de banho.

Mesmo que vá ficar apenas abaixo do guarda-sol, é preciso passar o filtro solar da mesma forma.

 

Deste forma, suas férias e seu verão na praia serão inesquecíveis.

Quer dicas de roteiro no Balneário Penha? Confira neste post.

 

 

 

imagem-por-do-sol-penha
maio03

A exposição da pele à luz do sol ajuda a fortalecer o sistema imunológico e auxilia no tratamento de doenças de pele como vitiligo, psoríase, dermatites, e também tem papel importante no combate a doenças psíquicas, como depressão e mal de Alzheimer.

A luminosidade do sol faz com que o cérebro reduza a produção da melatonina, substância que causa relaxamento e sonolência e pode levar a quadros de depressão quando produzida em excesso.

Em contrapartida, aumenta a produção de serotonina, substância relacionada ao bom humor, aumentando a sensação de bem estar e a eficiência do sono durante a noite.

Quando há pouca exposição solar a pele produz vitamina D em quantidade insuficiente e pode ser necessário fornecê-la artificialmente ao organismo, através de suplementação alimentar.

Isso porque são poucos os alimentos que contêm grandes quantidades de vitamina D, entre eles podemos destacar peixes gordurosos, o fígado de boi e os óleos de peixes.

Conheça os benefícios do sol

1 – A luz solar pode aliviar a depressão.

A exposição ao sol aumenta a produção de endorfina pelo cérebro, substância antidepressiva natural, que promove sensação de bem-estar e aumenta os níveis de alegria.

Há muitas pesquisar sobre a relação entre a luz solar e o humor.

Um dos estudos mais conceituados demonstrou que o sol de facto aumenta os níveis de um dos antidepressivos naturais do cérebro.

Em dias ensolarados, o cérebro produz mais serotonina do que em dias encobertos.

Além disto, a luz solar estimula a transformação da melatonina, hormônio produzido durante o sono, e serotonina, que é importante para o bom humor.

2 – Luz solar melhora a qualidade do sono.

Quando a luz solar atinge os olhos, o nervo ótico envia uma mensagem para a glândula no cérebro que produz melatonina (uma hormona que ajuda a dormir) diminuindo a sua secreção até que o sol se põe.

Em outras palavras, a luz solar durante o dia aumenta de forma natural a produção de melatonina durante a noite.

Ou seja, a luz do sol ajuda a regular o ciclo do sono, que é quando o corpo compreende que está na hora de dormir ou de ficar acordado, e evita episódios de insônia ou dificuldade para pegar no sono à noite.

Em outras palavras, a luz solar durante o dia aumenta de forma natural a produção de melatonina durante a noite.

3 – Reforços para a saúde dos ossos

A vitamina D é essencial para a saúde dos nossos ossos. Como é difícil obter a quantidade ideal desse micronutriente somente pela alimentação, é necessário tomar sol para que a pele possa produzi-lo.

A boa notícia é que você não precisa se expor ao sol por longos períodos, o que faria você correr o risco de sofrer queimaduras.

Para produzir a vitamina D, basta tomar sol pela metade do tempo necessário para sua pele começar a ficar vermelha.

4 – Redução da pressão arterial

A exposição ao sol promove uma vasodilatação que contribui para a redução da pressão arterial e dos riscos de doenças cardiovasculares.

Isso acontece porque, ao incidir em nossa pele a radiação UVA aumenta a atividade de moléculas de ácido nítrico que estão armazenadas no nosso tecido epitelial.

Essa substância passa então para a circulação sanguínea, promovendo a dilatação dos vasos.

A consequência disso é uma pressão menor exercida pelo sangue nos vasos e também uma redução na formação de coágulos que poderiam causar um infarto ou um AVC.

5 – Ficar bronzeado

Tomar sol, moderadamente, estimula a produção de melanina, que é o hormônio que dá o tom mais escuro à pele, impede a absorção de mais raios UVB, protegendo o corpo contra seus efeitos tóxicos.

Para obter estes benefícios, não se deve tomar sol exageradamente, pois em excesso, o sol pode trazer consequências ruins.

Além disto, para diminuir os riscos da exposição aos raios UV do sol, é recomendado o uso de protetor solar, no mínimo FPS 15, cerca de 15 a 30 minutos antes, e repor a cada 2h.

Alerta: Tome cuidado com a exposição solar

Apesar dos benefícios, é fato que a exposição em excesso à luz solar pode causar sim problemas sérios na pele como queimaduras, rugas, manchas e câncer de pele, além de poder causar outros problemas como insolação e desidratação.

Por isso, a dica para aproveitar os benefícios da luz solar sem sofrer com queimaduras e outros problemas, é manter o equilíbrio.

A exposição saudável ao sol deve ser feita por curtos períodos de tempo, de 15 a 30 minutos. Deve ser feita sem protetor solar, para que a pele absorva a radiação UVB.

Porém, em horários onde a incidência é menor, antes das 10h da manhã e após as 16h da tarde.

E lembre-se: em caso de dúvidas sobre como ter uma vida saudável e fazer do Sol seu aliado, procure sempre seu Médico.